>Oficinas Livres estimulam produção radiofônica no Guadalupe

><!– @page { margin: 2cm } P { margin-bottom: 0.21c Foram encerradas ontem (17/03) as Oficinas Livres de Rádio do Ponto de Cultura Coco de Umbigada. Desde o último dia 13, oficineiros de vários lugares do nordeste compartilharam conhecimentos com membros da comunidade local, de instituições pública e privadas, e interessados em atividades de rádio. A programação conteve discussões sobre a prática da radiodifusão livre e atividades práticas de produção.

Entre os temas discutidos, destacaram-se a história da radiodifusão no Brasil, com apresentação realizada pelo mestre coquista Zeca do Rolete (foto à esquerda), a relação entre as comunidades que produzem e transmitem e o Estado, os formatos radiofônicos, sempre destacando a importância da autonomia para produzir e difundir a produção.

Algumas dessas discussões foram transmitidas, pela rádio livre Amnésia FM e/ou pela internet. Foram realizados programas ao vivo, entre os quais se destacou o programa “Conexão Reggae Coco de Umbigada”, capitaneado por Armandinho (foto à direita), freqüentador do Ponto de Cultura. O programa contou com audiência significativa na comunidade local e também na internet.

Outros programas foram iniciados. A radionovela com os contos de Ifá, que contém a simbologia das religiões de matriz africana, traz como conteúdo a história da criação do mundo. Em outro programa, está sendo tratada a realidade, a vida e os lugares da comunidade do Guadalupe. Muito material sonoro foi gravado, entre eles entrevistas com mestres da cultura e da religião que participam do dia a dia do Centro Cultural Coco de Umbigada. Tivemos também a presença de membros do Ponto de Cultura Afro-indígena, de Fortaleza (CE), que compartilharam e participaram ativamente, e de pessoas da comunidade de Peixinhos, que são ativos em sua comunidade, próxima do Guadalupe.

Todo o material será finalizado e transmitido a partir do início das sessões experimentais de radiodifusão livre, que serão realizadas todas as terças e sextas-feiras e no primeiro sábado de cada mês, na sede do Ponto de Cultura, sempre a partir das 15 horas. Assim como as oficinas realizadas nesta semana, as sessões poderão ser freqüentadas por qualquer interessado, sem necessidade de inscrição, gratuitamente. A produção também poderá ser encontrada, em breve, no acervo do Estúdio Livre.

Estas atividades estão sendo realizadas com recursos da Funarte, obtidos através do edital “Residências Artísticas – Interações Estáticas em Pontos de Cultura”, e seguirão até junho. A oficina contou ainda com uma parceria com o Projeto Casa Brasil. O objetivo é aprofundar conhecimentos e experimentações artísticas e de comunicação no Ponto de Cultura Coco de Umbigada e na comunidade do Guadalupe. Marcam o fortalecimento da comunicação popular e livre em Olinda e em Pernambuco, consolidando a prática de rádio, que agora seguirá cada vez mais constante e regular, trazendo a cultura do coco e o axé dos terreiros, com práticas abertas e livres, combatendo a intolerância com informação e conhecimento e elevando a auto-estima do povo afro-indigena brasileiro. Para conhecer este projeto, acesse o site.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s